Livro ‘Rio Amazonas sua riqueza e problemas’ será lançado no Sebrae, nesta sexta (2)

Cadeias produtivas da fruticultura, açaí e da construção civil, são afetadas pelo conteúdo da obra. É uma pesquisa que pode ser aplicada diretamente ao pequeno produtor, na micro e pequena empresa, para que possa otimizar a produção e ser mais competitivo

Denyse Quintas

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Amapá (Sebrae), apoia lançamento do livro ‘Rio Amazonas: sua riqueza e problemas’, do engenheiro agrônomo Cristóvão Tertuliano de Almeida Lins, que ocorre na sede da instituição em Macapá, nesta sexta-feira, 2, às 10h. A publicação apresenta como conteúdo um descobrimento científico sobre a coleta e aplicabilidade dos sedimentos contidos nas águas do Rio Amazonas, bem como o método correto para coleta de grandes volumes existentes na natureza. 

Segundo o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae (CDE) e da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amapá (Faeap), Iraçu Colares, o Sebrae é uma instituição que apoia a inovação e tecnologia, e a sustentabilidade e que faz chegar o conhecimento para os públicos, tanto o produtor rural, de várias cadeias como a fruticultura e do açaí, enfim da agricultura orgânica.

“São públicos que podem se beneficiar do conhecimento exposto na obra, assim como, outras cadeias produtivas como a construção civil, pois é uma cadeia afetada diretamente pelo conteúdo. A obra é uma difusão de conhecimento científico e tecnológico porque é uma pesquisa que pode ser aplicada diretamente no pequeno produtor, na micro e pequena empresa, no nosso cliente Sebrae para que ele possa otimizar a sua produção e ser mais competitivo”, disse o presidente do CDE/Sebrae e da Faeap, Iraçu Colares.

Obra

O livro demonstra a utilização socioeconômica dos sedimentos transportados em suspensão nas águas do rio Amazonas, desde a nascente na Cordilheira dos Andes, até a foz no estado do Amapá; bem como uma forma eficiente e ambientalmente correta para coleta dos sedimentos, na obra, denominados ‘silte tucujuara’.

Diferencial

Com os estudos e pesquisas realizados o autor conseguiu desenvolver uma metodologia muito simples, de baixo custo, eficiente e ambientalmente correta para coletar grande volume de sedimentos ao longo do curso do Rio Amazonas e utilizá-los em terra firme em atividades econômicas como a agricultura de subsistência e construção civil em toda a Amazônia.

Público-Alvo

Instituições de Ciência e Tecnologia, Universidades, Institutos de Pesquisa, Pesquisadores, Docentes, Discentes, Líderes de Governo, Empresários, Investidores, Populações Tradicionais (incluindo ribeirinhos), Agricultores Familiares e interessados.

Autor

Engenheiro Agrônomo formado pela Faculdade de Ciências Agrárias do Pará (FCAP) Cristóvão Tertuliano de Almeida Lins, possui especialização nos Estados Unidos da América em Reprodução Animal pela Escola de Garnett, Kansas. Foi Diretor da Associação Brasileira de Criadores de Búfalos do Brasil, tendo visitado Várias Regiões do Brasil e da Itália (Caserta, Salermo, Napolis) e na Amazônia peruana (Jurimaguas e Iquitos).

Parceiro

Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amapá (Sebrae/AP).